Governo do Rio de Janeiro Rio Poupa Tempo na Web Governo Aberto RJ Página inicial
Aumentar letra    Diminuir letra    Letra normal
Compartilhe nas mídias sociais  
Home :: Plantão dengue :: Notícias

Notícias

Anticorpos contra a dengue reduzem chance de contrair zika
Brasil - 13/02/2019

Os vírus da zika e da dengue compartilham muitas semelhanças genéticas e circulam nas mesmas regiões

Anticorpos contra a dengue reduzem chance de contrair zika

Um estudo de pesquisadores da Fiocruz Bahia, Fiocruz Pernambuco, Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Escola Pública de Yale, além de outros parceiros internacionais, demonstrou que as pessoas que possuíam anticorpos contra a dengue tinham menor probabilidade de serem infectadas pelo zika durante o surto. A revelação de que a imunidade resultante da infeção gerada pelo vírus da dengue protegeu indivíduos da zika foi obtida a partir do acompanhamento de 1.453 pessoas do bairro Pau da Lima, em Salvador, Bahia, uma área em que cerca de 73% dos indivíduos tiveram contato com o vírus zika.

Os vírus da zika e da dengue compartilham muitas semelhanças genéticas e circulam nas mesmas regiões. Uma questão-chave em ainda estava em aberto foi se os anticorpos que são gerados a partir de uma infecção por dengue poderiam protegem as pessoas ou as tornam mais suscetíveis a uma infecção por zika. Este estudo é o primeiro a avaliar esta questão e demonstrar que a imunidade à dengue pode proteger contra uma infecção por zika em populações humanas, conforme noticiou a Agência Fiocruz de Notícias.

A população de Pau da Lima já é acompanhada há quase 20 anos pelo grupo de pesquisa e este estudo indicou que, embora a taxa geral de infecção tenha sido alta no bairro, os havia grandes diferenças no risco de infecção pelo zika, em curtas distâncias. Dependendo de onde as pessoas viviam, as taxas de infecção variavam de um mínimo de 29% a um máximo de 83%.

Os autores defenderam que, embora houvesse áreas da comunidade que não foram atingidas pelo zika durante o surto, a grande maioria da população estava infectada com o vírus altamente transmissível e por isso desenvolveu imunidade a esse vírus, o que, por sua vez, levou à extinção da transmissão e causou o declínio do surto.

O estudo que descreve os procedimentos da pesquisa e os mecanismos que geram a proteção foi publicado na revista Science

Fonte: Agência Fiocruz de Notícias


Denúncia de focos



As secretarias Municipais de Saúde são as responsáveis pelo combate direto ao mosquito.

Clique aqui e veja como entrar em contato com a secretaria de sua cidade.
Acompanhe o Rio Contra Dengue nas mídias sociais

Facebook Twitter Youtube
Secretaria de saúde
Links interessantes:
PET Rio sem fumo Rio imagem Rio com Saúde Xô, Zika !!


Alguns direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil